quinta-feira, 27 de abril de 2017

13 reasons why | Jay Asher



13 motivos levaram Hannah a cometer suicídio. 13 pessoas foram responsáveis por isso, Clay é um deles, desencadeando todos os seus medos e receios, o garoto que era apaixonado por ela descobre seus motivos e segredos para tal atitude, porém tarde demais.

Eu sei que você já se colocou em várias situações hipotéticas, pensando que se tivesse tomado outra atitude, as coisas poderiam ter tomado outro rumo. O famoso “E se...?”. Fazemos isso inconsequentemente. É normal e algumas vezes, são coisas pequenas. Mas e quando isso interfere a vida de outra pessoa? Aparentemente não compreendemos o impacto das nossas atitudes (ou a falta delas)

A história inteira paira por esse pensamento. Quais atitudes poderiam ter sido tomadas para salvar a vida de Hannah? Mais uma vez: “E se...?”.

“Este exato momento, me sinto perdida, eu acho. Meio vazia. – Com o quê?
Faça ela contar. Continue fazendo perguntas, mas faça ela contar.” (Fita 7: Lado A)

"Os 13 Porquês", do autor Jay Asher é interessante, criativo, imprevisível e que traz um misto de sentimentos como tristeza, choque, compaixão e curiosidade saltarem das páginas durante a leitura.

A série da Netflix está servindo como um alerta e, graças a Deus, centenas de pessoas estão abrindo os olhos, centenas de pessoas estão pedindo ajuda. Vamos parar de pensar no “E se...”, vamos ser mais imediatos e agir. Criemos a empatia diariamente e seremos mais felizes uns com os outros.

Hannah é uma personagem de um livro, mas podem existir milhares de Hannah’s pelo mundo. #NaoSejaUmPorque

“Ninguém sabe ao certo o impacto que tem na vida dos outros. Muitas vezes não tem noção” (Fita 4: Lado A).

Veja a publicação também no instagram: @umamordelivro

Nenhum comentário:

Postar um comentário