domingo, 8 de maio de 2016

O GAROTO DOS OLHOS AZUIS (Raiza Varella)

O príncipe encantado existe?

Bárbara é linda, loira e bem-sucedida. Desde que assistiu a uma cerimônia de casamento pela primeira vez, ainda criança, seu sonho é apenas um: percorrer o tapete vermelho da igreja, vestida de noiva. Porém, contrariando todas as suas expectativas, ao ser abandonada no altar, a vida de Bárbara desmorona. Ela decide voltar à cidade natal e passa a viver com os irmãos e mais dois amigos. Todos homens. Com a ajuda de Vivian, uma espécie de Barbie Malibu, Bárbara tenta superar sua decepção amorosa recente e uma da adolescência, que volta com tudo à sua memória: o garoto dos olhos azuis. Será que o cavalo branco só passa uma vez? É isso que Bárbara vai descobrir com bom humor, jogo de cintura e uma pitada de neurose, em O Garoto dos Olhos Azuis, romance de estreia de Raiza Varella.


---

Bárbara sempre acreditou nos contos de fadas. Ela é do tipo que em uma cerimônia de casamento, repara no olhar do noivo – ao contrário do deslumbramento com a noiva e seu vestido – e percebe ali o amor que existe entre o casal.



Além dessa lembrança de infância, Barbara também nunca se esqueceu de um certo momento na sua vida. Humilhada por uma garota da cidade, ela acabou sendo protegida por um garoto de olhos azuis. Desde então, ela nunca esqueceu o olhar ou deixou de sonhar com mais um encontro com o tal garoto.

Agora Barbara vai se casar. O grande momento da sua vida chegou! No entanto, suas amigas e seus pais não estão muitos animados com a cerimônia... Todos a perguntam: Tem certeza que você quer casar?

Mesmo estranhando o comportamento deles, ela ignora todo mundo e parte para a igreja, mas inevitável acontece... Sabe aquele olhar apaixonado do noivo que a protagonista sempre observou? Ele não está no seu próprio noivo.

Como se não bastasse, o noivo terminou tudo ali e ainda disse que está apaixonado pela melhor amiga dela.


Arrasada, Bárbara só quer fugir dali e acaba indo para a casa dos pais, de volta para o lugar do garoto dos olhos azuis, mas agora a garota só tem raiva por ter acreditando tanto nos contos de fadas. Preocupado com a irmã, Augusto a convida para morar com ele, seu outro irmão e mais dois amigos, Bernardo e Ian.

Juntos, Bárbara ainda vai se surpreender muito nessa casa e vai nos render cenas divertidíssimas.

A história foi muito bem desenvolvida.. É um pouco clichê, com toda a circunstância, não é muito difícil saber quem é o garoto dos olhos azuis, mas é divertido ver como a protagonista lida com tudo isso. Como disse antes, existem muitas cenas e diálogos divertidos, me peguei rindo (gargalhando) em várias páginas. Além do romance na história, existe um pouco de drama/ação também. E é essa ação que torna o clichê inicial com um final imprevisível. Amei, recomendo e vamos ler o segundo “O garoto que tinha asas” para saber o que acontece com a Bárbara e companhia! :))

Nenhum comentário:

Postar um comentário