sábado, 26 de março de 2016

Resenha | Nunca Jamais (Colleen Hoover; Tarryn Fisher)

Nunca Jamais
Sinose: Charlie Wynwood e Silas Nash são melhores amigos desde pequenos. Mas, agora, são completos estranhos. O primeiro beijo, a primeira briga, o momento em que se apaixonaram... Toda recordação desapareceu. E nenhum dos dois tem ideia do que aconteceu e em quem podem confiar.


Charlie e Silas precisam trabalhar juntos para descobrir a verdade sobre o que aconteceu com eles e o porquê. Mas, quanto mais eles aprendem sobre quem eram, mais questionam o motivo pelo qual se juntaram no passado.


GALERA RECORD | 192 PÁGINAS | SKOOB
__________________________________________________



A história começa com um estrondo narrado por Charlie,  que narra também total desconhecimento com relação ao lugar que está e muito menos quem é ela e o que faz ali.

Silas também tem essa sensação, na hora do almoço, ele não reconhece a garota ao seu lado, que também é sua namorada (Charlie) e não sabe como dizer isso para ela.

“Que estranho ser feita de carne, se equilibrar em ossos e ter uma alma que nunca conheci” 

É com esse cenário que conhecemos a história de Charlie e Silas. Ambos se conhecem desde criança e conheceram o amor na adolescência, no entanto, numa manhã tudo muda. Os dois estão sem nenhuma memória. Tudo que importa para eles... Família, amigos, passado, escola, sua identidade, não tem mais nenhum sentido. O quanto isso pode ser desesperador e assustador para uma pessoa? E pior, eles estão sozinhos nisso.

É por isso que juntos, eles se agarram aos detalhes para entender o que aconteceu com dois. E refazem alguns passos em busca de respostas...

“Nunca pare, nunca esqueça”



Com capítulos curtos e alternando o ponto de vista de cada personagem (com narrativa em primeira pessoa). É possível ler “Nunca Jamais” em um dia só. Com uma escrita envolvente e muito curiosa, a parceria entre CoHo e Tarryn deu muito certo. Os personagens conquistam, o enredo é original e o mistério envolve o leitor do início ao fim. Fora o romance, que vindo da Colleen, já dá pra esperar coisa boa e bastante sensibilidade nele.

A história é bem desenvolvida e não sei o que esperar das próximas partes (dividiram o livro em três partes), mas devo confessor que a parte I NÃO TEM UM DESFECHO. As páginas finais são eletrizantes, mas não diz nada mais revelador, que seja capaz de fazer o leitor pensar naquilo e tentar desvendar o mistério.

Mas talvez isso seja o grande truque dele. Estou muito curiosa e claro, recomendo a leitura.

"– Você acha que pode fazer com que eu goste de você de novo?
Eu olho para ela e balanço minimamente a cabeça. – Não. Vou fazer com que se apaixone por mim de novo."

Um comentário:

  1. Olá Tamyres,

    Estou super ansiosa pela terceira parte! Os livros são muito intrigantes e deixam a gente super entretidos e curiosos! Gostei bastante da parceria da Colleen com a Tarryn.

    Parabéns pela resenha! =)

    www.booksimpressions.com.br

    ResponderExcluir