domingo, 31 de janeiro de 2016

Resenha | AZUL DA COR DO MAR (Marina Carvalho)

Azul da Cor do MarACASO, DESTINO ou LOUCURA? No caso de Rafaela, Pode ser tudo isso junto. Para alguém como ela, nada é impossível.

Rafaela sonha desde a adolescência com o garoto que viu uma vez, perto do mar, carregando uma mochila xadrez... A idéia fixa não a impediu, porém, de ser uma menina alegre e muito decidida.
Ela quer ser jornalista, e seu sonho está se concretizando: Rafaela Vilas Boas (um nome tão imponente para alguém tão desajeitado) conseguiu um estágio no melhor jornal de Minas Gerais. Mas, como estamos falando de Rafa, alguma coisa tinha que dar errado. O jornal é mesmo incrível, mas seu colega de trabalho, Bernardo, não é a pessoa mais simpática do Mundo.


Em meio a reportagens arriscadas – e alguns tropeços -, Bernardo acaba percebendo, contra a sua vontade, que Rafaela leva jeito para a coisa... E que eles formam uma dupla de tirar o fôlego.


Mas e a mochila? E o garoto, o envelope, as cartas? Um dia a estabanada Rafaela vai ter que se libertar dessa obsessão.


EDITORA NOVO CONCEITO (SELO NOVAS PÁGINAS) | 334 PÁGINAS

O nacional "Azul da cor do mar" é um romance leve e divertido que vai contar a história da Rafaela Vilas Boas, ou só Rafa.

Durante dez anos, a garota cultiva um amor que nunca chegou a se concretizar. Isso porque quando ela tinha entre os seus dez/onze anos de idade, durante as férias em Iriri (Espírito Santo) ela viu um garoto na beira do mar de olhos azuis e uma mochila xadrez, desde então ela nunca esqueceu aqueles olhos acompanhados da estampa. Durante dez anos, Rafa sempre escreveu no seu caderno sobre o tal rapaz, mas a vida continua e agora quase formada em jornalismo, ela se vê diante do maior jornal de Minas para uma entrevista de estágio.

Dentro do lugar, ela vai conhecer o Marcelo e o Bernardo, dois homens que vão entrar na sua vida de alguma forma, sendo o último seu supervisor de estágio e que adora implicar com ela. (Ok, isso ficou clichê. Mas o desenrolar da história é bem executado e o final é interessante.).



A autora, Marina Carvalho, é formada em jornalismo e isso colaborou para um enredo mais real, (já que a protagonista está se formando em jornalismo) ela trouxe muito da rotina de um jornal para a história e o foco "jornalismo investigativo" (que a protagonista adora) trouxe cenas mais divertidas e com mais ação, fora isso, seria um livro muito "mamão com açúcar", no entanto, a seriedade que esse trabalho exige somado com o jeito desajeitado da protagonista trouxe um certo humor para a história, além de mostrar que a autora acertou no tom... Nada muito exagerado e nem parado demais.

Tá certo... Agora onde o tal garoto da mochila xadrez se encaixa nessa história? Dentre tantos rapazes na sua agitada vida, será que a Rafa vai encontrar o cara que não sai da sua cabeça?

Em linhas gerais, o livro não traz nada muito novo ou emocionante, mas a leitura é válida (principalmente para os (as) apaixonados (as) incorrigíveis). A escrita é fluida e espontânea, além de nos apresentar um romance leve e divertido.

3 comentários:

  1. Olá! Tudo bem?
    Eu já li um livro da Marina - que por sinal é uma fofa -, mas infelizmente achei a história fraquinha (li Simplesmente Anã). Azul da cor do mar tem a capa linda, uma temática que parece realmente clichê e a maneira como a protagonista conhece o Garoto na praia e nunca mais esqueceu me fez lembrar uma cena do livro "A moreninha", de Joaquim Manuel de Macedo.
    Será que dou mais uma chance a um livro da autora?

    Bela leitura, Tamires.
    Bjão.

    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com
    - Tem promoção rolando no Blog

    ResponderExcluir
  2. Oiii. Eu indiquei o seu blog para uma tag. Dá uma olhada e me avisa quando responder. Beijos
    https://imaginelabirintos.wordpress.com/2016/02/15/tag-the-liebster-awards/

    ResponderExcluir