terça-feira, 20 de outubro de 2015

Resenha | UMA VIDA PARA SEMPRE (Simone Taietti)

Uma vida para sempreSINOPSE | Ethel diz estar morrendo. Contudo, não afirma isso apenas em razão de sua doença. Talvez a única certeza de nossa existência seja a morte, o fato de que ela chega para todos. Mas nem por isso deixa de ser a maior incógnita da vida.

Em um hospital, em meio à dor das histórias dos pacientes, Ethel encontrou amigos. Entre passeios em cemitérios, frequentando velórios e enterros de estranhos, ela tenta preparar a si e aqueles que ama, para o que parece estar ali tão próximo, o fim. Entretanto, não esperava enfrentar algumas surpresas que a fizessem duvidar de tal preparação.

As estatísticas ruins, a inexorável passagem do tempo. Onde reside a lógica disso que nos arranca pedaços, da súbita inexistência do que outrora era vívido e pulsante? Um corpo que jaz. Palavras que se perdem. A finitude de tudo o que é tão belo talvez seja a maior dor do mundo. Uma vida para sempre é um compilado de desejos, pensamentos e dias. Quanto dura o para sempre?
Ethel descobriu.



Que livro incrível!

“Uma Vida Para Sempre” nos apresenta a história contada por Ethel, uma jovem de dezessete anos. Mas é importante e fundamental que você saiba que ela nasceu com uma anomalia denominada CIPA (Insensibilidade Congênita à Dor com Anidrose). Isso significa que não importa o que aconteça, ela não sente dor física e nem transpira, ela não tem o controle da temperatura do corpo. 

Isso também significa que para ela é impossível ter uma vida normal. Frequentar a escola ou ir para uma festa com os amigos não faz parte do seu dia a dia. Falando em amigos, os únicos que ela tem estão no hospital.

Foi lá que ela conheceu o Vitor, que tem Leucemia Mieloide Aguda e está fazendo tratamentos para curá-la. Ele é otimista e como diz Ethel, “tem um sorriso que poderia criar uma ponte entre o continente sul-americano e o africano”. Ethel faz desses encontros mais constantes e a relação dos dois prende o leitor, porque o que encontramos é uma relação repleta de compreensão, carinho e companheirismo. O fato dos dois terem uma condição limitada não torna o livro melancólico ou triste, os dois são otimistas juntos, se completam e se tornam mais fortes. 

O livro ainda apresenta uma linda relação entre mãe e filha. Sobre o excesso de proteção de uma mãe até a necessidade de liberdade e independência da filha. Onde no final das contas nasce a confiança entre elas.

A mensagem do livro não poderia ser outra: aproveite a vida!



"É por essas e outras que sempre defendo a importância de se olhar as coisas de vários ângulos. Mesmo que um não expresse nada, o outro pode te surpreender". (Pág 41)



A narrativa do livro é em primeira pessoa e contada em forma de um diário, escrito pela Ethel, essa estrutura proporciona ao leitor uma proximidade com a protagonista, já que temos um contato maior com seus pensamentos e atitudes e não sei se foi estratégico, mas essa estrutura provoca um choque também, ao final da leitura. Embora seja um tema forte, toda a narrativa é suave e poética. Fiquei encantada!

A Simone Taietti conseguiu escrever um livro lindo, de verdade. Um vocabulário rico, narrativa excelente e bem desenvolvida e um conteúdo emocionante. Maravilhoso! Eu demorei muito para escrever essa resenha, porque me faltaram palavras para descrever o quanto esse livro mexeu comigo quando terminei. Ainda acho que não é suficiente, mas depois de ter lido e refletido bastante sobre esse livro, uma palavra que encontro para descrevê-lo é: ADMIRÁVEL. (bonito, emocionante, marcante, sensível, poético, maravilhoso, etc).

Ah, sobre o final? A autora surpreendeu. Vou deixar para quem ler descobrir o que acontece por conta própria e tirar suas conclusões.

Recomendo “Uma Vida Para Sempre” de olhos fechados e de braços abertos para todo mundo.

E aguardo ansiosamente por um novo livro da Simone.

Nota: 5/5 + favorito
Editora Novo Século (Selo Novos Talentos) | 347 páginas

6 comentários:

  1. Hahha esse livro ta na minha listinha de próxima leitura!!! toda hora que olho para a estante ele fica assim " Leia-me, Leia-me " kkkkkk
    Amei a resenha e o blog também!!!
    bjs
    http://thehouseofstorie.blogspot.com.br/2015/10/resenha-cinco-anos.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bella!

      Leia sim!! Quando peguei pra ler, surpreendentemente a leitura fluiu muito! E o final?? Leia!!!

      Obrigada!!
      Beijos!

      Excluir
  2. Achei a história interessante e gostaria muito de ler o livro. Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maristela!

      O livro, de fato, me surpreendeu muito. Não esperava gostar tanto! Leia <3

      Obrigada!
      Beijos

      Excluir