quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Resenha | A Mais Pura Verdade - Dan Gemeinhart

Mark se prepara para a maior aventura da sua vida. Ele leva consigo uma máquina fotográfica, um caderno e um lápis, equipamento de alpinismo, uma passagem – só de ida – e o melhor cachorro do mundo, Beau.

Ele tem só doze anos e decide partir para a maior e talvez única aventura da sua vida. Essa escolha radical tem um motivo. Mark está cansado de não poder fazer suas escolhas, de ter que se submeter ao tratamento contra o câncer. Mark está doente e não suporta essa ideia. Por isso, junto de alguns equipamentos ele foge de casa para escalar uma montanha, acompanhado somente do seu cãozinho.

Esse desejo é tão intenso que Mark deixou o conforto do lar, o carinho dos pais e a amizade de Jess para percorrer todo esse caminho. No entanto, o garoto vai se deparar com vários acontecimentos que pode fazê-lo pensar o contrário.


 “A Mais Pura Verdade” adota um tom melancólico e sentimental demais, mas foge do clichê do garoto doente lutando pela a vida. Mark não é assim, ele é corajoso e destemido. Mas o foco do livro não é esse, ao meu ponto de vista o autor quis trabalhar o conceito de amizade, companheirismo, descobertas e família. O que foi um ponto positivo para mim.

O livro é dividido entre capítulos e “meio” capítulo. Dessa forma, acompanhamos o percurso do Mark até a montanha, seus pensamentos e decisões como também a aflição da família em busca de notícias do filho.

A história passa bem rápido, isso porque a curiosidade de conhecer o final da história é grande. Saber o que vai acontecer com Mark, Beau e a família. É impossível não torcer para que tudo fique bem. Achei que a história terminou como deve terminar e o número de páginas para mim foi suficiente.

Esse é o primeiro livro do autor e eu espero que ele escreva outros, pois, sua escrita é leve e ele soube construir muito bem os personagens e principalmente finalizar a história de modo convincente.

“A Mais Pura Verdade” não foi para mim o livro da minha vida, mas sem dúvidas, abriu um espacinho para a reflexão e compaixão. E essa é a mais pura verdade.

6 comentários:

  1. Oie, este livro esta na minha listinha a um bom tempo, pois só vejo pessoas falando maravilhas dele o que só me deixa mais curiosa, rs.
    Adorei a resenha, beijo grande.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Tamy!
    Também me senti como você quando li esse livro, não foi maravilhoso, mas foi muito bom :)
    Achei a leitura bem agradável e fluiu rapidamente. Eu leria outros livros do autor sim!

    Beijos,
    www.naestradadafantasia.com

    ResponderExcluir
  3. Cara, apesar das maiorias resenhas que eu leio sobre este livro ser negativa, eu estou completamente ansioso para ler, sobre ele querer apenas a companhia do melhor cachorro do mundo? AMO! Quero para ontem na minha estante.

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Eu comecei a ler esse livro e não finalizei :(
    Apesar de ter gostado eu não tinha ele para finalizar rs, mas o pouco que li gostei bastante da escrita do autor.
    Adorei a resenha!
    Beijos
    Dri

    ResponderExcluir
  5. Eu também achei a leitura muito fácil, e a curiosidade me fez terminar em 2 dias...
    Apesar de não ser meu gênero favorito, achei que o autor trata de um tema sério de um jeito bem leve.
    Adorei a resenha!
    Beijos *-*
    http://coisinhasaleatorias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu também achei a leitura muito fácil, e a curiosidade me fez terminar em 2 dias...
    Apesar de não ser meu gênero favorito, achei que o autor trata de um tema sério de um jeito bem leve.
    Adorei a resenha!
    Beijos *-*
    http://coisinhasaleatorias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir