segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Resenha | Julieta - Anne Fortier

As irmãs Julie e Janice Jacobs moram sob a proteção da tia Rose nos Estados Unidos desde que seus pais morreram em Siena. Mas a história inicia mesmo, vinte anos depois, após a morte dessa tia, quando Julie recebe o testamento e descobre que ela herdou um passaporte e uma carta da tia, enquanto a irmã, a casa. O conteúdo da carta, porém, revela a sua verdadeira identidade. Ela é Giulietta Tolomei. E a carta ainda pede que ela vá para Siena buscar um tesouro que a mãe deixou para ela.

Já em Siena, tudo que ela recebe é uma caixa com cartas, papéis velhos, alguns esboços da mãe, um velho exemplar de Romeu e Julieta de Shakespeare e um diário de um famoso pintor italiano.

É aí que entra a segunda narrativa do livro. Por mais que Shakespeare tenha eternizado o trágico romance do casal, é o diário que revela de fato o que aconteceu com Giulietta e Romeo. A autora criou uma história no qual a verdade - dita pelo pintor - intercala com a história contemporânea e a partir dela, Julie descobre seu parentesco com a Giulietta Tolomei, aquela de 1340, a rivalidade entre as famílias Tolomei e Salimbeni, o conhecimento de uma nova família, Marescotti, pertencente ao Romeo e toda a maldição que avassala séculos e mais séculos.

Julie acredita que, com sua linhagem e seu nome, ela também pode ser uma das vítimas dessa maldição. Logo, o que ela mais quer é descobrir essa história e dar um fim para isso. Conforme ela vai descobrindo pistas e indo atrás delas, ela coloca ainda mais a sua vida em risco. Após juntar a história do Maestro e os esboços da mãe, ela percebe que não é a única atrás do tesouro. Mas muita calma nessa hora que "dessa vez, Julieta vai botar pra quebrar" palavras da protagonista.

Por mais que eu queira falar sobre a história, não posso. Até agora, não disse 1% da história do livro. A narrativa da Anne Fortier é maravilhosa e ela fez um trabalho de campo incrível, detalhando tudo e introduzindo e envolvendo o leitor em duas histórias. Tem um certo mistério e muitas revelações no livro, e é por isso que devo parar por aqui. 

"Julieta" ganhou minha atenção por diversos pontos, além da descrição do ambiente maravilhosa que a autora fez e o rumo que a história tomou. No entanto, alguns capítulos que contam a história antiga se tornaram um pouco cansativos, e só por isso não dei nota cinco.

Também adorei o jeito espirituoso e divertido da protagonista. E os personagens criados. Não citei mais nenhum nos parágrafos acima, mas o livro é cheio de personagens essenciais e indispensáveis para o andamento da história. A começar por Romeo! Oh Romeo! Acredite... Para cada Julieta no mundo, deve haver um Romeo! #Ficaadica.

Falando em Romeo, "Romeu e Julieta" embora seja trágico, é romance puro. E no livro, a aventura prevalece, mas o romance desenvolve muito bem na história. E eu como amo romance, tô suspirando até agora.
 #NOTA: 4,5/5

3 comentários:

  1. Também amo romance!
    Então provavelmente é o meu tipo de leitura rs
    Adorei a resenha!
    Beijos
    Dri

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Dri. É uma boa pedida. Eu adorei a escrita da autora e já quero ler outros livros dela hahahha

      Bjo!

      Excluir
  2. Adoreiiii, amo grande parte dos tipos de romances e esse não deixou a desejar, já preciso dele!
    Beijos

    ResponderExcluir