domingo, 7 de junho de 2015

Resenha | Primeiras Impressões - LRDO

Primeiro, quero dizer que a Laís disponibiliza os dois primeiros capítulos de "Primeiras Impressões" e você pode ler eles clicando aqui.



Eu comecei a resenha assim, porque esses dois capítulos já me agradou demais quando li. Com uma escrita leve e narração bem divertida, a autora traz para o leitor uma versão contemporânea de Orgulho e Preconceito, tendo como plano de fundo o Brasil/Estados Unidos. Uma história repleta de encontros e desencontros de casais. Descobertas, romance, drama, ironias e mais um pouco de romance.

Nesses dois capítulos iniciais, começamos com a ida de dois americanos - Charles Bing e Frederick Darcy - ao Brasil, o primeiro a fim de expandir sua rede de restaurantes e o segundo, preocupado com a decisão do melhor amigo. Charles é mais divertido e relaxado, enquanto que o melhor amigo, vindo de uma família tradicional é mais sério e decidido.

Em um segundo momento, conhecemos a família Benevides. Os pais, Janaína e Antônio Benevides, grandes empresários no ramo da hotelaria e as filhas, Lizzie, Jane, que estudaram e moram no Estados Unidos, Lídia e Maria, todos com seu jeitinho característico que dão um toque especial para a história. Lizzie é confiante e independente, Jane é a mais tímida, Lídia é a louca da família que só arruma confusão e Maria pouco se manifestou na história, sendo a mais introvertida que prefere ficar em casa estudando.

A história de todos se cruzam quando os americanos - Frederick Darcy, Charles e sua irmã, Caroline Bing, passam a festa de Ano Novo na pousada dos Benevides, promovida pela mãe das garotas. É lá, que Charles e Jane se conhecem e tem uma conexão imediata. Já com Frederick e Lizzie, eu não diria o mesmo. Para Lizzie, Frederick Darcy é um homem antipático, sério e mal-humorado. E para Frederick, Lizzie é muito irônica. E essa é a primeira impressão deles um do outro.

Eu confesso que nunca li nada da Jane Austen (culpada!). Depois de ler três livros com variações sobre suas histórias, "Primeiras Impressões" despertou minha curiosidade e eu vou ler "Orgulho e Preconceito", finalmente! Dessa forma, eu não consigo e nem posso fazer nenhum tipo de comparação entre personagens das duas histórias como gostaria, e minha resenha não vai ter nenhuma referência a trama da Austen.


A história definitivamente me cativou, o que eu encontrei em "Primeiras Impressões" foi um possível relacionamento complexo entre Liz e Frederick, e eu como uma amante de romances, já me vi torcendo pelos dois antes mesmo de que eles pudessem ter a ideia de se relacionar e gostei da evolução dos sentimentos das personagens ao longo da história.

Liz, apesar de inteligente e aparentar uma imagem forte e segura, é totalmente confusa com relação aos seus sentimentos e vive em conflito na batalha cabeça x coração. Ela nunca se entrega totalmente em um relacionamento e para mim se influencia muito rápido pela conversa dos outros. Sua cabeça diz que ela não deve confiar no Darcy, mas seu coração diz que quer ficar perto dele e gosta dessa sensação. Um conflito até então bem comum né? Esse pequeno drama faz que nós, leitoras, nos identificamos e nos aproximados da personagem.

Por outro lado, encontrei um Frederick Darcy que não sabe o que quer e se preocupa demais com o que os outros vão pensar. Também não é para menos. Vindo de uma família política e tradicional, ele é muito cuidadoso com o que faz. Mas seria ele capaz de evitar um romance com a brasileira?

A proposta da história é apresentar uma história moderna de um grande clássico da Jane Austen. Temos termos (whatsapp), objetos e situações atuais (troca de e-mails) com cenários brasileiríssimos (praias, ilhas, muito sol e bronzeado), mas com uma linguagem ainda formal na narração, presa nos anos 1920, da Austen. Não sei se foi proposital, mas achei isso interessante esse choque de modernidade nas atitudes com a formalidade nas palavras.

Achei a capa bem lindinha e só depois de ler o livro, que pude compreender o motivo. O título também diz muito sobre a história, principalmente se partir daquele ditado invertido: a primeira impressão nem sempre é a que fica. 

Pois eu digo aqui agora que a minha primeira impressão do livro é a melhor possível (desculpe o trocadilho hehehe). Amei cada detalhe e recomendo a leitura. Você pode encontrar o livro a venda na Amazon. Mas se você estiver louco (a) para ler, você pode participar do sorteio que estou preparando aqui no blog e saí ainda esse mês.

E tem mais, dia 12 de junho, dia dos namorados, o livro digital vai estar disponível na Amazon por apenas 2,99! Tá valendo super a pena, hein?





3 comentários:

  1. Oi Tamy!
    Me apaixonei por sua resenha! A capa do livro é tão linda né?
    Ps: Leia Orgulho e Preconceito o mais rápido possível!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Adorei o trocadilho. Haha
    Eu sou louca para ler esse livro! Orgulho e Preconceito é a minha história favorita de Jane Austen. Eu quero um Mr. Darcy para mim! Hahaha Parei. Você precisa ler Orgulho e Preconceito, vai mudar a sua vida! Aproveita que a Martin Claret vai lançar uma edição linda com Orgulho e Preconceito, Razão e Sensibilidade e Persuasão em capa dura! Não sei se a tradução vai ser boa, mas a capa é linda. kkk
    Agora vamos falar sobre essa capa maravilhosa de Primeiras Impressões? Eu sou louca por capas bem trabalhas, que chamam atenção do leitor numa prateleira e essa capa é incrível demais. Esse livro já entrou na minha lista de livros favoritos só pela capa! rs

    ResponderExcluir
  3. You could be eligible for a complimentary $1,000 Amazon Gift Card.

    ResponderExcluir